Fenaj FenajPrev FNDC
Menu
Redes Sociais
Untitled Document

Face

Destaques
  • .: - Nota de repúdio
    O Sindicato dos Jornalistas de Goiás vem, publicamente, repudiar a...


  • .: - Nota de repúdio
    Sindicato dos Jornalistas repudia ação do Grupo Jaime...


  • .: - Jornada de jornalistas contemplada na Lei do Ponto...
    O final do parágrafo primeiro, artigo 2º da Lei Estadual n°...


  • .: - Wilson da Costa Bueno será o conferencista na abe...
    O 5º Encontro Estadual de Jornalista em Assessoria de Imprensa (EEJAI...


  • .: - Jornalistas goianos têm encontro sobre a era digital
    O Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Goiás e a...


  • Galeria de Fotos
    imagem 001 1 274491 1 11 09 2013 14 51 43 1 11 09 2013 14 57 45 1
    imagem 008 2f1e6d 1 dsc 6288 18b48d 1 11 09 2013 14 49 35 1

    Nota de repúdio

    em: 01-04-2016 12:19:52 (243) .:

    O Sindicato dos Jornalistas de Goiás vem, publicamente, repudiar a atitude covarde do vereador Weder Chimango Dias de Oliveira, vulgo “Denguinho”, da cidade de Niquelândia-Goiás, que no início da tarde do ultimo dia 31 de março de 2016, por meio telefônico, fez uma série de ameaças ao jornalista Euclides Gonçalves de Oliveira, da mesma cidade e correspondente local do jornal Diário do Norte.

    O áudio da ameaça sugere, inclusive, ameaças a vida do jornalista.

    Fatos como este merecem o total repúdio da sociedade e dos jornalistas e providências foram solicitadas ao Secretário de Segurança Pública do Estado de Goiás.

    Desde já este Sindicato se coloca ao lado do profissional, e do veículo ao qual presta serviços, para todas as ações que se fizerem necessárias.

    Goiânia, 1 de abril de 2016

    Diretoria do

    Sindicato dos Jornalistas de Goiás

    Nota de repúdio

    em: 04-03-2016 15:34:21 (106) .:
    Sindicato dos Jornalistas repudia ação do Grupo Jaime Câmara de demitir sindicalista

    O Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de Goiás dirige-se à categoria e à sociedade em geral para repudiar a prática antissindical do Grupo Jaime Câmara (GJC) que, na última quarta-feira, demitiu o jornalista Paulo Nunes, membro do Conselho Fiscal do Sindicato. O jornalista trabalhou por 37 anos na sucursal de Anápolis do jornal O Popular e recentemente havia sido transferido para Goiânia, numa tentativa de fazê-lo pedir demissão. Ao não respeitar a estabilidade sindical de um jornalista sindicalista, o GJC demonstra sua falta de compromisso com o Estado de Direito e seu desprezo pela categoria profissional que é a principal responsável pelo maior patrimônio do jornal: sua credibilidade.
    A demissão de Paulo Nunes foi o ápice de uma operação empresarial que podemos definir como operação desmonte. Há cerca de um ano está em prática no jornal O Popular, que é principal jornal diário do Estado, uma reforma editorial que, em vez de valorizar, está esvaziando o Jornalismo. Nesse período, mais de 30 profissionais foram demitidos pela empresa, a pretexto de redução de despesas sob o falso argumento de adequação orçamentária. A situação intensificou-se nos últimos meses.
    Para uma empresa que se pretende líder de mercado, a prática de O Popular aponta para outro rumo. Trata-se, isso sim, de dizer não ao Jornalismo.
    A maioria dos mais de 30 profissionais demitidos ao longo dos últimos meses tinha vários anos de bons serviços prestados ao Jornalismo, e ao jornal em particular.
    A experiência que esses profissionais poderiam repassar aos mais jovens – a maioria do quadro da redação enquadra-se nesse perfil, portanto recebendo salários bem inferiores – foi desprezada.
    Quem tem mais a perder com esse lamentável quadro não são os profissionais demitidos, mas sim a própria empresa que, ao abandonar o Jornalismo como pressuposto básico de seu veículo, tende a perder leitores. Também perde a sociedade goiana que, a cada dia que passa, tem menos informações de interesse público para balizar seus juízos e ações.
    O Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de Goiás lamenta que esse tenha sido o rumo adotado até aqui pelo Grupo Jaime Câmara e espera que se dê um basta às demissões. O Sindicato, especialmente, chama a atenção do GJC para a ilegalidade da demissão de um jornalista sindicalista, o que nunca havia ocorrido, que também se configura como uma prática antissindical. Ao mesmo tempo, pede a imediata reintegração de Paulo Nunes nos quadros da empresa. O Sindicato espera que se dê um basta às demissões e que os jornalistas voltem a ser valorizados, para que haja uma retomada da prática do bom Jornalismo.

    Diretoria do Sindicato dos Jornalistas de Goiás

    Goiânia, 4 de março de 2016

    Jornada de jornalistas contemplada na Lei do Ponto estadual

    em: 07-10-2015 11:26:38 (284) .:
    O final do parágrafo primeiro, artigo 2º da Lei Estadual n° 19.019, de 25 de setembro de 2015, contempla a jornada especial de trabalho dos jornalistas. Essa foi a conclusão a que chegou a diretoria do Sindicato da categoria em Goiás, após reunião com a assessoria jurídica da entidade, advogada Arlete Mesquita.
    O trecho ressalva “os casos previstos em lei” e, portanto, a expectativa é de que todas as secretarias e demais órgãos públicos adotem a jornada para jornalistas, prevista nos decretos-lei n° 972/69 e 83.284/79.

    Wilson da Costa Bueno será o conferencista na abertura do EEJAI

    em: 19-08-2015 10:15:15 (352) .:

    O 5º Encontro Estadual de Jornalista em Assessoria de Imprensa (EEJAI Goiás) terá como conferencista o jornalista e professor Wilson da Costa Bueno, um dos principais nomes da comunicação empresarial do país.  Ele vai falar sobre o jornalismo em assessoria de imprensa na era digital, tema central do encontro, que será realizado nos dias 28 e 29 deste mês de agosto, no Hotel Kananxuê.

     

    Wilson da Costa Bueno é professor da Universidade Metodista de São Paulo (Umesp) e diretor da Comtexto Comunicação e Pesquisa, empresa especializada em assessoria e consultoria na área. É também editor de oito sites temáticos de Comunicação/Jornalismo, especificamente nas áreas da comunicação corporativa e do jornalismo especializado (meio ambiente e jornalismo científico).

     

    Autor de diversos artigos e de livros , entre eles Comunicação Empresarial: Políticas e Estratégias (Editora Saraiva), Comunicação Empresarial: teoria e pesquisa (Editora Manole); Comunicação Empresarial no Brasil: uma leitura crítica (Mojoara Editorial) e Comunicação, Jornalismo e Meio Ambiente: teoria e pesquisa (Mojoara Editorial).
    A conferência de Wilson da Costa Bueno no EEJAI Goiás será dia 28, às 20h30, logo após a abertura oficial do evento, que contará com a presença do presidente da Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ), Celso Schroder.  Da programação do EEJAI constam também oficinas e painéis, que terão a participação de jornalistas e outros convidados (confira a programação completa em http://assessorando.blog.br/eejai2015/).
    O 5º EEJAI é promovido pelo Sindicato dos Jornalistas de Goiás, antecedendo o 20º Encontro Nacional de Jornalistas em Assessoria de Imprensa (ENJAI), que será realizado em Fortaleza, de 1º a 4 de outubro. Na plenária do evento, serão escolhidos os delegados que representarão Goiás no encontro nacional.

    Jornalistas goianos têm encontro sobre a era digital

    em: 22-07-2015 15:22:06 (587) .:

    venajO Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Goiás e a Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) promovem, dias 28 e 29 de agosto, o 5º Encontro Estadual dos Jornalistas em Assessoria de Imprensa (EEJAI), que este ano vai ser realizado no Hotel Kananxuê, no centro de Goiânia. O tema escolhido para este ano é O Jornalista Assessor de Imprensa e a Credibilidade das Informações na Era da Comunicação Digital, enfocando, dentre outros assuntos, o que diferencia a informação proposta por um profissional da informação (o jornalista) de outras fontes com acesso ao mundo da web.

    A palestra de abertura será proferida pelo professor Wilson da Costa Bueno, da Universidade do Estado de São Paulo (Unesp), consagrado consultor de comunicação e autor de livros sobre assessoria de imprensa e web. Também estão confirmadas as presenças do presidente da Fenaj, Celso Shröder, da professora Gabriela Lucciane (PUC-Goiás), dos jornalistas Silvana Fonseca (Sindilojas), Bruno Nascimento e Fabrícia Hamu (empresários de comunicação) e da economista Leila Brito, coordenadora técnica do Dieese-GO, além de representante do Sebrae-GO.

    

    Documento sem título