Fenaj FenajPrev FNDC
Menu

Livro de Pinheiro Sales é um desabafo contra a ditadura

em: 19-05-2014 09:25:33 (1530) .:

O Sindicato dos Jornalistas de Goiás e a Comissão dos Direitos Humanos da Assembleia Legislativa do Estado lançam, no próximo dia 21 de maio (quarta-feira), o livro Ninguém Pode se Calar, do jornalista Pinheiro Salles. A obra retrata a crueldade com que foram tratados os perseguidos políticos durante a ditadura militar. Salles descreve as violências sofridas com um equilíbrio e objetividade surpreendentes, conquanto vítima daquele momento. O lançamento será no Auditório Costa Lima, da Assembleia Legislativa, às 19 horas.
O livro é o resultado dos depoimentos prestados à Comissão Nacional da Verdade (CNV), então coordenada pelo criminalista José Carlos Dias, que incentivou e prefacia a publicação. “Pelo que aprendi como advogado de perseguidos políticos, afirmo com segurança que este livro é um dos mais importantes para que se conheça o golpe dentro das celas e das salas de tortura”, afirmou.
A jornalista Laurenice Noleto Alves, que acompanhou de perto Pinheiro na Comissão Nacional da Verdade, conta que o depoimento durou mais de quatro horas e provocou muitas emoções. “Precisei de um imenso esforço para controlar as lágrimas”, afirma, ao relembrar as cenas de terror apontadas por Pinheiro em seu relato. Tudo é narrado com detalhes, incluindo o processo de torturas, os locais, os nomes dos torturadores e torturados, tanto de São Paulo como do Rio Grande do Sul, onde o jornalista ficou preso.
O AUTOR - Antônio Pinheiro Salles (76 anos) é bacharel em Direito, escritor e jornalista com larga experiência profissional. Atualmente, preside a Comissão da Verdade, Memória e Justiça do Sindicato dos Jornalistas de Goiás.

Serviço:
Lançamento do livro Ninguém Pode se Calar
Autor: Jornalista Pinheiro Salles
Data: 21/05/2014 (quarta-feira)
Local: Auditório Costa Lima, da Assembleia Legislativa

Documento sem título